Poesias com Emiliano

E agora eu sou um estranho
Que partiu do meio dos seus amados
E muito longe
E então eu estou morto
A última saída que parcamente se revela
Nessa ponte que mal pode me carregar
Última saída: Vida
Do inverno de minha alma
Apenas um pequeno passo é suficiente
E eu estou andando por um novo caminho 
E se eu ousar falar
Eles nem me ouvem – ou me entendem
Então eu permaneço em silêncio
E se eu ousar rir
A alegria não dividida desaparece completamente
Porque eles não a sentem por mim

Por:Geovanna

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s